(51) 3723-7293 (51) 9-9920-7592

Soja: Chicago sobe 3% e alta chega ao mercado brasileiro

às
Nenhum comentário

A alta de 3% nos contratos futuros em  Chicago elevou os preços internos da soja e movimentou o mercado de soja nas principais praças do país. O dólar quase estável e próximo de R$ 4,00 não atrapalhou a comercialização.

Levantamento indica que cerca de 450 mil toneladas trocaram de mãos, com os maiores volumes se concentrando no Paraná e no Rio Grande do Sul – aproximadamente 150 mil toneladas em cada um dos estados.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 71,00 para R$ 71,50. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 70,00 para R$ 71,00 a saca. No porto de Rio Grande, preço ficou em R$ 76,00.

Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 69,00 para R$ 70,00. No porto de Paranaguá (PR), a saca subiu de R$ 75,50 para R$ 76,50.

Em Rondonópolis (MT), a saca subiu de R$ 66,00 para R$ 67,00. Em Dourados (MS), a cotação avançou de R$ 64,00 para R$ 66,50. Em Rio Verde (GO), a saca aumentou de R$ 66,00 para R$ 68,50.

Chicago

Os contratos futuros fecharam a terça-feira com preços mais altos. O mercado se recupera tecnicamente, através de compras de barganha e após atingir os menores níveis em 11 anos.

A promessa de ajuda do governo americano aos produtores americanos durante a guerra comercial com a China ajudou na reação. O atraso no plantio dos Estados Unidos e a venda de 180 mil toneladas para destinos não revelados contribuíram para a alta.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que seu governo planeja fornecer cerca de US$ 15 bilhões para ajudar os fazendeiros dos EUA cujos produtos podem ser taxados pela China em meio ao aprofundamento da guerra comercial.

Ele não forneceu mais detalhes sobre o tipo de pacote de ajuda que seria. Os agricultores americanos, um eleitorado fundamental de Trump, estão entre os mais atingidos na guerra comercial.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução de plantio das lavouras de soja. Até 12 de maio, a área plantada estava apontada em 9%. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 32%. A média é de 29%. Na semana anterior, o percentual era de 6 pontos.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com alta de  29,00 centavos de dólar por libra-peso ou 3,61%, a US$ 8,31 1/2 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 8,38 por bushel, com ganho de 29,00 centavos de dólar por libra-peso ou 3,58%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em baixa de 0,05%, negociado a R$ 3,9750 para a compra e a R$ 3,9770 para a venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a máxima de R$ 3,9960 e a mínima de R$ 3,9680.

Por Agência Safras

Foto: Camila Domingues/Palácio Piratini