(41) 3122-2091 (51) 9-9920-7592

Exportações brasileiras de carne bovina avançam neste início de abril, informa Secex

às
Nenhum comentário

A média diária embarcada foi de 8,02 mil toneladas nos primeiros 6 dias úteis do mês, um avanço de 28% sobre a média registrada em abril de 2021

O Brasil exportou 48,15 mil toneladas de carne bovina in natura nos primeiros seis dias úteis de abril, informa a Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

A média diária embarcada foi de 8,02 mil toneladas no período, um avanço de 27,9% sobre a média registrada em abril de 2021, de 6,2 mil toneladas.

Quando comparado ao volume médio diário de março/22, o ritmo das exportações em abril é 4,2% superior.

Caso esse ritmo persista até o final desse mês, o Brasil pode exportar um volume total em torno de 150 mil toneladas, prevê a IHS Markit.

Segundo a consultoria, apesar dos avanços dos embarques, atualmente, o setor exportador relata grande preocupação em relação ao comportamento do mercado da China, disparado o maior cliente internacional da carne brasileira.

A dúvida é saber se os importadores chineses continuarão agressivos nas compras da carne brasileira, já que o país asiático voltou a adotar medidas internas de restrições devido ao avanço das contaminações pela Covid-19.

“Em consequência destas medidas restritivas, o governo chinês suspendeu temporariamente as compras de algumas plantas frigoríficas brasileiras”, relata a IHS, referindo-se ao bloqueio de unidades da JBS (em Goiás) e da Marfrig (no Mato Grosso), além de uma fábrica de frango (em São Paulo), de propriedade do Grupo Zanchetta, com matriz em Boituva (SP).

Essas suspensões, que entraram em vigor em 8 de abril, terão prazo de uma semana (até 15/4), segundo informações da Administração Geral das Alfândegas da China (CGAC, na sigla em inglês) divulgadas em 7 de abril.

Fonte: Portal DBO

Itens relacionados