(41) 3122-2091 (51) 9-9920-7592

Leis que reconhecem o Freio de Ouro e a Marcha como manifestação da cultura nacional são sancionadas

às
Nenhum comentário

Em um dia significativo para a valorização do Cavalo Crioulo, as leis que reconhecem o Freio de Ouro (Lei 14.394) e a Marcha de Resistência (Lei 14.392) como manifestação da cultura nacional foram sancionadas nesta segunda-feira (4) pelo presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, em Brasília/DF. O momento da sanção foi acompanhado pelo presidente da ABCCC, Onécio Silveira Prado Júnior, e pelo Deputado Federal e parceiro de longa data da raça, Afonso Hamm, responsável pela autoria de ambos os projetos. 

Essa conquista, na qual duas provas de seleção da raça alcançam esse patamar de reconhecimento, é mais uma das marcas para o ano em que a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos comemora seus 90 anos de fundação e também em que o próprio Freio de Ouro chega aos 40 anos de história. Tornando-se lei, a iniciativa estabelece que ambas as provas ficam reconhecidas como manifestação da cultura nacional e que, assim, compete ao poder público garantir sua livre realização. “(As leis) nos dão uma segurança muito grande, para o Cavalo Crioulo que hoje cresce no Brasil todo, e tem uma importância fundamental não só no esporte mas também principalmente na pecuária e na economia brasileira. Hoje é um dia de muita alegria porque a partir de agora nós temos muito mais segurança, muito mais tranquilidade para trabalhar nessa cadeia produtiva”, declarou o presidente da ABCCC, Onécio Prado Júnior, logo após a assinatura, que também foi acompanhada de perto pelo senador Luis Carlos Heinze, pelo Diretor do Programa Cavalos, Jonio Salles, e pelo presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Distrito Federal, Floriano Dutra.

FREIO DE OURO

MARCHA DE RESISTÊNCIA

Fonte: ABCCC

Itens relacionados