(41) 3122-2091 (51) 9-9920-7592

O que mexe no preço da soja

às
Nenhum comentário

China cancelou pelo menos cinco carregamentos de soja brasileira

Acabou se confirmando que o pico do preço da soja na temporada 2021/2022, na Bolsa de Chicago (CBOT), aconteceria no último dia 10 de Fevereiro, conforme previsto pela TF Consultoria Agroeconômica. Foi nessa data que ocorreu a divulgação do último relatório WASDE (Estimativas de Oferta e Demanda Agrícola Mundial, na sigla em inglês) do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). 

“De lá para cá, realmente, as cotações nunca mais atingiram o patamar de US$ 16,33 cents/bushel daquele dia. Nesta sexta-feira chegaram a US$ 16,14, mas retornaram”, ressalta a equipe de analistas de mercado.

A Consultoria AgResource brasil acredita em um mercado “bastante volátil no fim de março. Na segunda-feira, a Bolsa de Chicago estará fechada devido ao feriado do Dia do Presidente nos EUA. Após isso, será a geopolítica entre Rússia e Ucrânia, o tamanho da produção da América do Sul e o evento do USDA na sexta-feira, 25, que determinarão os preços. Nossa expectativa é que a entidade indique estoques finais de milho e soja dos EUA neutros a levemente baixistas. Mas, na nossa visão, os fundamentos continuam indicando uma alta”.

ANÁLISE SEMANAL DA TENDÊNCIA DOS PREÇOS

FATORES DE ALTA

*Grande redução da oferta sul-americana nesta safra
*Climas ainda desfavoráveis, possibilitando nossos ajustes negativos nas safras
*A pouca demanda chinesa direcionada aos Estados Unidos mantem Chicago elevado.

FATORES DE BAIXA

*Dólar recuando 3,13% em fevereiro e 8,21% nos últimos 30 dias
*China cancelando entre 5 e 12 navios de soja brasileira
*Margens de esmagamento negativas na China, com fábricas parando, reduz a demanda.

Fonte: Agro Link

Itens relacionados